Quantos lados tem seu desafio?

Resumo: A construção da confiança criativa nos negócios passa pelos questionamentos e pela  predisposição a enxergar por outros ângulos, nesse artigo pensamos por exemplo em como encarar o erro em diferentes perspectivas.

Obs.: Artigo publicado inicialmente no portal NeTe Brasil

Quantos lados tem seu desafio?

“Toda questão possui dois lados.” Protágoras, 485-421 a.C.

Protágoras há sua época pode perceber que seja qual for a questão irá provocar situações ou ideias diferentes de acordo com o ponto de vista de quem pergunta e de quem responde. Nos dias de hoje me permito dizer que uma questão pode ter ou promover infinitos lados, por mais simples que ela possa parecer.

 Vamos pensar aqui em duas questões, a primeira: Como posso fazer minha empresa crescer durante a atual pandemia? A ideia então é pensar em algumas possibilidades de acordo com quem responde, por exemplo se a minha empresa é uma empresa de consultoria sobre um determinado tema, então eu diria que é muito simples, basta fazer o trabalho de forma online usando o tempo da melhor maneira possível, poderia dizer também que uma boa opção seria treinar outros consultores para fazer o mesmo que eu faço aumentando assim o número de atendimentos. Se no entanto a minha empresa atua no ramo de turismo, que está com suas ações bem limitadas, teria que pensar de forma diferente do habitual para encontrar novas soluções como, criar estratégias que envolvam grupos familiares em passeios privativos em locais mais próximos mas de mesma forma atrativos. Percebam que aqui apenas coloco algumas opções a intenção não é dar respostas prontas mas ajudar o empresário a perceber que é necessário encontrar novas possibilidades seja qual for o desafio proposto.

A segunda questão: Errar pode prejudicar meus negócios?

Por um lado digo que errar com muita intensidade pode inclusive fechar uma empresa ou negócio. Certo vez fiz a consultoria de uma empresa do setor da beleza, e descobrimos que uma promoção de venda de ticket para um determinado serviço, promoveu grandes  prejuízos, foram vendidos mais de mil tickets na tal promoção num valor de aproximadamente R$ 25 e quando fomos calcular o custo dos serviços e produtos envolvidos, chegamos a conclusão que o valor mínimo a ser cobrado por ela era de R$ 45 verifique então que o prejuízo em cada venda foi de R$ 20 ou seja R$ 20.000 de prejuízo justamente por não se calcular o preço de forma adequada. Por outro lado, no entanto, eu diria que uma empresa para se tornar Grande precisa poder cometer muitos erros ou até mesmo ter o hábito de promover quem os comete. Esse segundo ponto de vista vem da ideia de que um erro se resolvido rapidamente enquanto ainda é pequeno nos aproxima de uma boa solução e que quanto mais erramos e mais rapidamente resolvemos aumentam as chances de ótimos resultados. Além disso o funcionário ou colaborador quando entende que tem o direito de errar raramente vai hesitar ao buscar resolver um problema ou alcançar novos resultados.

Percebam que seja qual for a questão ou o lado que se está, sempre existem possibilidades, buscar portanto trocar a referência, rever sua jornada, e aproveitar tudo que viveu, construiu e desconstruiu ao longo do tempo, pode promover respostas surpreendentes para seus desafios, sejam eles quais forem.

Ubuntu, waka, abraços e sorrisos.

Márcio Cerbella Freire é Diretor de Sorrisos da EMECF Educação Empreendedora, feliz, Master Coach, Analista de Sistemas, Pedagogo, Pós Graduado em Psicopedagogia e em Empreendedorismo e Inovação(UFF), Empreteco, Consultor, conteudista e instrutor credenciado do SEBRAE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.